Social selling, também conhecido como venda social, é uma estratégia que visa criar relacionamentos e vendas nas redes sociais. As organizações utilizam essas plataformas para se relacionar com os clientes e vender seus produtos.

Que as redes sociais são espaços únicos para socializar e estabelecer contatos promissores entre marcas e consumidores, todo mundo já sabe. Por meio delas, as companhias conseguem interagir com o público e obtém muitos benefícios.

Os usuários não acessam as redes sociais apenas para se relacionar com amigos e familiares, na verdade, muitos também seguem marcas que gostam, para saber as novidades sobre produtos e serviços e até mesmo comprar.

Eles estão dispostos a conhecer novas soluções para os problemas do dia a dia, por isso, as empresas precisam escolher as plataformas certas para interagir.

Mas ao contrário de outras práticas mais diretas e incisivas, como o hard sell, para vender nas redes sociais, primeiro é necessário compreender essas plataformas e seu ambiente para aproveitar a interatividade e se aproximar dos consumidores.

Pensando nisso, neste artigo, vamos apresentar o conceito de social selling, como colocar em prática e conhecer os benefícios dessa estratégia para os negócios.

O que é social selling?

Social selling nada mais é do que uma estratégia para prospectar clientes e estabelecer um relacionamento com eles nas redes sociais, tendo como objetivo gerar vendas.

Algumas empresas confundem essa prática com o social marketing, tendo em vista que ocorre um contato mais próximo entre vendedores e prospects. Mas ao invés de usar uma abordagem intrusiva, os vendedores procuram por perfis adequados.

Assim, um fabricante de caixa de direção hidráulica recondicionada se aproxima dos seguidores para ganhar sua confiança. Ao longo do tempo, eles começam a curtir as postagens, interagem com a marca e consomem conteúdos de valor.

É assim que a organização constrói sua credibilidade, mas sem pressa para vender. O principal objetivo do social selling é evoluir os leads dentro do funil de vendas. Além disso, as redes sociais ajudam a pesquisar sobre contas e preparar melhor os contatos.

Mas mesmo diante de todo o potencial das redes sociais para vender, alguns gestores ainda acreditam que não é possível fechar negócios nessas plataformas. Isso porque ainda existe a mentalidade de que foram criadas apenas para interagir com amigos.

No entanto, várias pesquisas mostram que os consumidores também estão nas redes sociais interessados em comprar. Além de serem ambientes comerciais, também são excelentes canais de relacionamento para as estratégias de marketing digital e fidelização.

Só que a empresa não pode se aproximar de seus seguidores com uma oferta, primeiro é necessário conquistar a confiança e nutrir o interesse das pessoas, pois assim é possível construir um relacionamento com elas.

Ao longo do tempo, o social selling vai ajudar uma empresa de instalação de carpete em placas a fechar mais vendas.

Como implementar o social selling

Para implementar o social selling, não basta criar um perfil para a empresa nas redes sociais. Na verdade, essa estratégia envolve muitas outras ações. São elas:

Conhecer bem o público-alvo

A primeira coisa que a empresa precisa fazer é conhecer seu público, pois só assim será capaz de produzir conteúdos de valor, abordando assuntos compatíveis com as necessidades, interesses e curiosidades das pessoas.

A companhia precisa estudar seu cliente para saber quem ele é, o tipo de material que costuma interagir, o que deseja consumir, de quais grupos ele participa e quais são suas dúvidas sobre as soluções.

Para não errar, uma dica é direcionar todas as estratégias para a persona do negócio. Quando a organização determina seu público com base em critérios relevantes, se torna mais assertivo para selecionar os conteúdos.

Estabelecer os objetivos

Toda e qualquer estratégia de vendas ou marketing de uma empresa precisa ter objetivos bem definidos. Determine qual é a meta da companhia, podendo ser o lançamento de um produto, geração de leads, aumento do faturamento, dentre outros.

Uma loja de móveis para apartamento planejado completo deve definir seus objetivos para saber exatamente como e onde agir.

Criar o networking da empresa

Tenha em mente que os clientes e potenciais clientes nem sempre estarão nas redes sociais, assim, é fundamental concentrar as ações apenas nas plataformas relevantes para o público. Dentre as principais estão:

  • Facebook;
  • LinkedIn;
  • Instagram;
  • Twitter.

Essas e muitas outras possuem milhões de usuários ativos todos os dias, mas isso não significa que a empresa precisa estar em todas elas, mesmo porque, não é fácil gerenciá-las.

Mas com base em um bom levantamento sobre a audiência da marca, fica mais fácil selecionar as redes sociais compatíveis com o negócio e que podem ajudá-lo a crescer e vender.

A escolha das redes sociais onde a empresa vai criar suas estratégias de social selling depende das informações levantadas sobre o público. Depois, basta conhecer o funcionamento das plataformas escolhidas para criar publicações relevantes.

Criar bons conteúdos

Um fabricante de toldo cortina para varanda externa deve investir em marketing de conteúdo para as redes sociais. Essa estratégia tem como foco produzir materiais relevantes para atrair, encantar e fidelizar clientes.

Novamente, com base nas informações levantadas pelo público da marca, produza materiais ricos, relevantes e completos, sobre assuntos de interesse dessas pessoas e relacionados ao mercado de atuação da empresa.

As redes sociais são fontes de informação e o perfil da companhia deve ser alimentado constantemente com materiais feitos especialmente para os seguidores.

De acordo com o perfil da audiência, a organização vai definir as pautas que vai abordar, a linguagem usada, o formato do conteúdo, dentre outros pormenores.

Postar frequentemente

Além de criar materiais relevantes, é muito importante estabelecer uma frequência de postagens. Nesse processo, consistência e frequência são duas coisas fundamentais para construir uma reputação de valor.

Ao fazer isso, uma loja de móveis para quarto infantil planejado com duas camas permite que as pessoas criem o hábito de acompanhar suas publicações e estimula a interação.

Além de criar uma frequência, procure variar os formatos das postagens, depois dessa forma fica mais fácil atingir potenciais clientes.

Interagir com os seguidores

Como consequência da criação e publicação frequente de conteúdos de valor, é normal que os seguidores comecem a interagir.

Visando à prospecção de clientes e fidelização, responda a comentários e participe de conversas, além de responder mensagens privadas.

Atenda a todos que puder de maneira cordial e mostre para as pessoas que a marca tem interesse em saber suas opiniões.

Benefícios do social selling

Investir nessa estratégia traz muitos benefícios para as empresas, e um dos que mais se destacam é o engajamento direto e ágil. Isso acontece porque as redes sociais são acessíveis e dinâmicas, por isso, aceleram as interações.

Uma empresa especializada em arquitetura fachada comercial pode esclarecer as dúvidas dos consumidores rapidamente, sem nem mesmo precisar de uma equipe de atendimento.

Consequentemente, o ciclo de vendas é muito menor e fica mais fácil bater as metas. Outra vantagem é que as abordagens são personalizadas, visto que a organização se dedica em se aproximar do seu público.

Além disso, são plataformas que oferecem informações sobre as pessoas, e com esses dados em mãos, a companhia identifica potenciais clientes e pode criar produtos, campanhas e conteúdos mais assertivos.

Ao longo do tempo, se torna relevante para as pessoas e passa a fazer parte do seu dia a dia. Para potencializar ainda mais os resultados, um espaço de endereço fiscal virtual pode tratar os seguidores com exclusividade.

Depois que as empresas começaram a usar as redes sociais para interagir com clientes e potenciais clientes, uma das estratégias mais favoráveis é a parceria com os influenciadores digitais.

Eles favorecem o reconhecimento e o engajamento do público com a marca e a estratégia tem custos muito menores do que uma campanha tradicional.

Pessoas do mundo todo estão presentes nas redes sociais e possuem interesses em comum, por conta disso, as organizações conseguem se aproximar de pessoas que antes eram inacessíveis, ampliando seus resultados.

Por fim, uma empresa de envelopamento interno de carros pode investir no social selling para construir seu brand awareness.

O uso estratégico das plataformas é uma maneira eficaz de expressar a marca, ajudando a construir associações positivas junto ao público, além de atrair e fidelizar clientes.

Considerações finais

Quando se trata de marketing digital, as redes sociais são plataformas indispensáveis e estão conquistando um espaço cada vez maior nas estratégias de vendas.

Prova disso é o social selling, que possibilita às marcas venderem por esses canais, melhorando os lucros e trazendo mais conforto para os consumidores.

Tudo o que a empresa precisa fazer é construir um relacionamento de confiança com seus seguidores, postar conteúdos de valor e interagir com eles e buscando fidelizá-los à marca. A venda se torna uma consequência que traz muitos benefícios para o faturamento.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.