Graças à internet e a outras tecnologias, hoje o mercado está muito mais globalizado, e qualquer empreendimento consegue expandir seu alcance para além do país de origem. Um levantamento da Apex-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) aponta que atuar internacionalmente pode aumentar as vendas em até 72% e garantir uma proteção de até 61,3% contra a volatilidade local.

Internacionalizar seu negócio não é tão difícil quanto parece, mas exige uma série de mudanças na dinâmica da operação. É necessário estudar bem o mercado que deseja atingir, descobrir as melhores oportunidades para o segmento da empresa e, a partir disso, adotar estratégias condizentes com essa análise. Quem atua com comércio, por exemplo, precisa avaliar se vale mais a pena ser um fornecedor, varejista ou simplesmente buscar parcerias fora do país.

Sendo assim, os primeiros passos são totalmente estratégicos, visando adaptar o negócio em curto e médio prazo. Isso inclui a preparação dos colaboradores, sócios e todas as partes envolvidas para garantir que todos estejam sincronizados nos planos de expansão. Esse também é o momento de avaliar a capacidade de exportação da organização, então verifique se é realmente possível direcionar parte da demanda para o mercado internacional.

Essa pesquisa de mercado também ajuda a definir se os produtos ou serviços oferecidos realmente são interessantes em outros países. Lembre-se que, acima de tudo, a expansão precisa ser vantajosa para o negócio, então não é recomendável exportar para lugares onde a concorrência é muito acirrada. Procure explorar países em que a possibilidade de lucro seja maior que os riscos.

Não se esqueça que a forma como sua empresa será introduzida no mercado é decisiva para conduzir o sucesso das operações internacionais. No e-commerce, por exemplo, é possível optar por marketplaces de outros países, o que facilita a visibilidade nas compras. Já se tratando de um mercado mais específico, pode ser útil avaliar a possibilidade de uma parceria comercial com uma empresa local ou até mesmo a abertura de uma filial.

Dependendo do país escolhido, pode ser necessário providenciar alguns documentos para conseguir atuar naquele mercado. Sempre respeite a legislação local e pesquise previamente onde fazer tradução juramentada, pois em alguns casos é necessário traduzir documentos corporativos para o idioma da região. Isso pode ser feito com qualquer profissional especializado na linguagem e na categoria.