O relacionamento interpessoal é uma competência altamente necessária, analisando o escopo organizacional, mas também levando em consideração as relações pessoais dos indivíduos.

Afinal, este modo de relacionamento aponta diretamente para a capacidade de aproximação entre duas ou mais pessoas, promovendo o trabalho em equipe após a definição de um objetivo em comum.

As negociações e transações comerciais acontecem com o respaldo do relacionamento interpessoal. Afinal, um cliente realiza a análise de marcenarias planejadas que efetivamente correspondam às suas expectativas.

Neste sentido, tão importante quanto focar na qualidade e prazo de entrega, é crucial desenvolver métodos que permitam o alinhamento de interesses com os clientes.

Cabe destacar que desde as primeiras civilizações, o relacionamento interpessoal foi o gatilho para o fechamento de negócios.

Uma vez sendo as negociações como a manifestação do desejo em alinhar interesses, deve-se considerar que tal manifestação acontece somente com o relacionamento entre as partes.

Não somente no escopo profissional, as relações interpessoais são competências indispensáveis, pois viabiliza a formação de grupos sociais, cujos membros compartilham gostos e interesses em comum.

Sabendo dos impactos que tal competência surte em diferentes cenários da vida dos indivíduos, pode-se contar com o apoio de dicas de especialistas, seja na Internet ou com o acompanhamento em consultório de terapia para o bom desenvolvimento.

O que é relacionamento interpessoal?

O relacionamento interpessoal deve ser entendido como a capacidade de um indivíduo em estabelecer conexão e interação com duas ou mais pessoas, de maneira respeitosa e assertiva.

Neste sentido, é importante validar que a comunicação apresenta-se como peça-chave para promover o relacionamento interpessoal. Podendo frisar ainda a relevância da comunicação a partir da diversificação das formas de linguagem.

Ao observar o quão precisa é a comunicação, estudiosos analisaram meios para que esta pudesse ser aprimorada, visando a construção do caminho para a obtenção do relacionamento interpessoal.

Na prática, são observadas diferentes formas de linguagem, as quais precisam ser implementadas adequadamente para potencializar as vendas de porta acústica industrial ou ainda para aprimorar o contato entre duas pessoas. Podendo destacar:

  • Comunicação não verbal;
  • Comunicação verbal;
  • Comunicação escrita;
  • Comunicação visual.

Estas são as principais formas de linguagem, que são usadas com frequência em cenários distintos, seja para fins comerciais ou pessoais.

Entretanto, é fundamental validar que o relacionamento interpessoal precisa seguir diretrizes diferentes de acordo com o contexto de sua aplicação, isso é necessário para que os objetivos gerais e específicos da comunicação sejam cumpridos.

1. Relacionamento interpessoal pessoal

O relacionamento interpessoal é a competência que trata da capacidade de um indivíduo em alinhar interesses com duas ou mais pessoas, vislumbrando o suprimento de suas necessidades e interesses particulares.

Sendo assim, o relacionamento interpessoal aplicado no contexto pessoal aponta diretamente para a capacidade dos indivíduos em respeitarem ambas as diferenças, mas, ainda assim, propor o engajamento entre si.

As amizades são formadas com o respaldo do relacionamento entre duas ou mais pessoas, em muitos casos, dão início devido à manifestação de gostos e preferências em comum, como a preferência pela cor de squeezes personalizadas

Com isso, a manifestação do desejo em alinhar interesses entre dois indivíduos com intenções puramente pessoais, é o caminho para estreitar laços com familiares e também promover a formação de grupos sociais e amizades.

2. Relacionamento interpessoal profissional

O relacionamento interpessoal aplicado no âmbito profissional está relacionado diretamente com a capacidade produtiva das equipes. Embora os objetivos empresariais sejam majoritariamente financeiros, deve-se considerar a presença de pessoas.

Ou seja, as pessoas são os atores principais nas empresas, observando de maneira generalista. Isso não exclui a importância que máquinas, ferramentas e equipamentos possuem na produção.

Mas, para uma fábrica de sacos personalizados, por exemplo, o relacionamento interpessoal é capaz de aumentar ou diminuir significativamente o desempenho produtivo. Já que o relacionamento viabiliza o alinhamento entre os colaboradores.

Logo, é função do departamento de Recursos Humanos incentivar os funcionários a estabelecerem o bom relacionamento interpessoal, o que não é o mesmo que formar amizades, mas sim a garantia de que haja respeito entre os funcionários.

3. Relacionamento interpessoal virtual

Nos últimos anos, a Internet conquistou espaço de notoriedade no cotidiano das pessoas, e isso se deu a nível mundial. Pode-se observar tais movimentações na mudança do comportamento dos consumidores.

Se antes o comum era realizar compras inteiramente na modalidade presencial, atualmente, com as facilidades proporcionadas com a Internet, pode-se adquirir serviços de segurança com poucos cliques.

Apesar de ser amplamente precisa no escopo comercial, a Internet também possui papel importante para a sociedade. Afinal, a partir das plataformas e ferramentas disponíveis, é possível conectar pessoas de maneira rápida.

Em adição, vislumbrando diversificar os meios de comunicação, estão presentes grupos, páginas e fóruns na Internet os quais reúnem nichos de pessoas com interesses em comum.

O relacionamento interpessoal implementado no contexto virtual trata diretamente sobre a conduta dos indivíduos no ambiente digital. É imprescindível que haja o respeito às diferenças e aos limites impostos, promovendo o bom convívio virtual.

Conheça os impactos do distanciamento social

O distanciamento social exigiu que as pessoas abrissem mão da cultura de proximidade devido a acontecimentos no cenário sanitário ao redor do mundo.

Neste sentido, a Internet e os meios de comunicação on-line passaram a ser o principal mecanismo para o estabelecimento de relacionamento entre pessoas de diferentes culturas, realidades e localizações.

Para uma empresa fornecedora do serviço de manutenção de celulares, o uso da Internet apresentou-se como um recurso complementar de suas estratégias, viabilizando a diversificação dos canais e consequentemente aumentando oportunidades de negócio.

Apesar de todos os benefícios agregados com a utilização da Internet com frequência, o distanciamento social dificultou a capacidade dos indivíduos em promover o relacionamento interpessoal.

Por exemplo, o departamento de Recursos Humanos de uma prestadora de terceirização de serviço, analisa o relato de seus colaboradores e estes indicam que sentem certa dificuldade de socialização mesmo após a flexibilização das medidas de distanciamento.

Com a finalidade de encorajar as pessoas a saírem da zona de conforto, cabe validar a importância em desenvolver um bom relacionamento interpessoal. Podendo dar ênfase na possibilidade de aumentar a produção e construir um ciclo de convívio.

Por isso, uma vez salientada a importância do relacionamento interpessoal, é essencial a exposição de mecanismos que permitam a formação de boas relações na sociedade.

1. Tenha empatia

A empatia é a principal competência a ser desenvolvida se a finalidade é melhorar o relacionamento com o próximo. Tal competência aponta diretamente para a capacidade de se colocar no lugar do outro e ainda respeitá-lo.

Quando analisado o relacionamento entre as pessoas, é comum que surjam problemas de convivência advindos das diferenças de culturas e personalidades. No entanto, essas questões podem ser minimizadas com a empatia.

Ao se colocar no lugar do outro, o indivíduo compreende as limitações e necessidades de quem está ao redor, seja no cenário de empresas ou de pessoas com que estabeleça contato para fins pessoais.

Porquanto, a empatia é o ponto inicial para fomentar e desenvolver o bom relacionamento interpessoal, devendo ser trabalhada com constância.

2. Dê e receba feedbacks

Os feedbacks podem ser compreendidos como retornos e críticas construtivas de determinadas ações tomadas ou ainda sobre uma comunicação feita com dois ou mais indivíduos.

É importante que as pessoas estejam preparadas para receber críticas e retornos, afinal, os relacionamentos são vias de mão dupla, devendo ser construídos com a perspectiva de mais de uma parte.

Além de estarem preparados para receber críticas, os indivíduos precisam estar atentos para o tipo de retorno que darão para aqueles de convívio, pois tão importante quanto receber críticas, é fazê-las de maneira inteligente e construtiva.

Logo, contar com a empatia para desenvolver feedbacks é uma dica altamente precisa porque diminui as chances de consolidação de conflitos.

3. Estabeleça limites

Um erro comum no convívio entre dois ou mais indivíduos é a dificuldade em identificar os limites do outro. Isso acontece porque o comum é a consideração de que as pessoas são as mesmas.

Entretanto, é indispensável ter a consciência de que os sujeitos são pessoas diferentes, possuindo vivências distintas e necessidades divergentes, tendo limites diferentes diante de ocasiões.

Embora haja tais diferenças, não necessariamente o outro terá conhecimento dos efetivos limites de cada um, afinal, a demonstração e verbalização precisa acontecer, o que também auxilia na determinação do bom relacionamento.

A fim de trabalhar no relacionamento interpessoal, é válido que as pessoas sinalizem seus limites ao próximo, também focando em questionamentos e, então, obter uma vivência construída em conjunto.

Considerações finais

O relacionamento interpessoal é algo fundamental em cenários distintos, sendo válido tanto para a potencialização de fechamentos e transações comerciais ou ainda no convívio entre dois ou mais indivíduos.

Contudo, é válido dispor de empatias, feedbacks e sinalizações de preferências pessoais em prol da construção bem-sucedida do relacionamento.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.