Sabe o que um comércio precisa para aumentar a sua segurança? Uma porta de enrolar de qualidade e também elevar as vendas!

Brincadeiras à parte, o foco do artigo é tratar sobre algo que é objetivo de qualquer empresa, aumentar as vendas, já que é por meio delas que o negócio se mantém e cresce.

Na procura por atingir índices eficientes de vendas, há uma estratégia que está ganhando cada vez mais adeptos, o neuromarketing, um conceito que sai da ciência e vai para o marketing.

Quer entender o que é o neuromarketing  e dicas de uso que potencializam as vendas? Então venha conosco e boa leitura.

O que é neuromarketing?

O neuromarketing surge  de pesquisas de neurociência que buscam entender o funcionamento do cérebro e de testes que avaliam o comportamento das pessoas diante de alguns tipos de estímulos, que podem englobar imagens, cheiro, entre outros.

O foco é entender  quais são os fatores que levam os clientes a tomarem a decisão de compra, tornando uma excelente fonte para melhorar os elementos que formam conjunto de ações de marketing, como:

  • Anúncios;
  • Textos;
  • Imagens e fotos.

Além disso, o neuromarketing também é usado para desenvolver produtos mais eficientes para atender o público-alvo. Por exemplo, imagine que uma empresa especializada em toldo policarbonato identifique que os consumidores são mais propensos a comprar modelos do  material transparente em vez dos em cores.

Com esse dado, a organização pode investir melhor recursos na produção do produto transparente, pois terá mais receptividade.

Resumidamente, a ciência que envolve o marketing é uma estratégia capaz de elevar o potencial de vendas.

6 aplicabilidades do neuromarketing

  1. Uso da psicologia das cores: você já se perguntou por que equipamentos de combate a fogo como hidrantes, mangueira de incêndio, entre outros são vermelhos? A cor serve para ajudar na identificação. No caso de estabelecimentos, auxilia a atrair o consumidor por meio de cores impactantes.
  1. Emoção por meio de histórias: também faz parte do neuromarketing atingir o consumidor por meio de estímulo emocional. Um dos artifícios é o storytelling, técnica em que o foco é construir uma narrativa que possa causar sentimento.
  1. Atribuir valor intangível ao produto: o consumidor não somente compra pelo preço da mercadoria, mas pelos benefícios que ele proporciona, que levam ele muitas vezes optar por um produto mais caro ao invés de outro semelhante mais barato.
  1. Diminuição de alternativas: na concepção do neuromarketing, o cliente quando se depara com muitas alternativas pode, num primeiro momento, ter mais dificuldade de escolher e  tomar a decisão de compra.
  1. Gatilhos mentais: outra técnica que estimula a tomada de decisão são os gatilhos mentais, como os de escassez que leva o consumidor a um sentimento de urgência. Por isso, eles são ideais para anúncios.
  1. Utilização de contrastes: essa estratégia capta a atenção do cliente de forma rápida. O método, basicamente consiste em processos de antes e depois, benefícios dos produtos versus o do concorrente e outros.

Chega ao fim nosso artigo sobre como aumentar as vendas utilizando o neuromarketing. Se gostou compartilhe nas suas redes sociais e nos siga para mais conteúdos com dicas de marketing.

Este artigo foi produzido pela equipe do Soluções Industriais.